Project Reactor

Project Reactor é um framework reativo que implementa a especificação Reactive Streams. O principal foco do Project Reactor é o suporte a aplicações assíncronas de baixa latência e alta performance, com uso de back-pressure.

O java-restify fornece suporte para os dois principais objetos do Reactor, Flux e Mono, que podem ser utilizados como retorno de método.

Instalação

O suporte para o Reactor está na dependência java-restify-reactor. Uma vez presente no classpath, os handlers serão automaticamente registrados.

Maven

<dependency>
<groupId>com.github.ljtfreitas</groupId>
<artifactId>java-restify-reactor</artifactId>
<version>{version}</version>
</dependency>

Gradle

dependencies {
compile("com.github.ljtfreitas:java-restify-reactor:{version}")
}

Utilização

Tipos suportados

  • Flux

Flux é um objeto reativo que representa a emissão de uma sequência de valores (0-N).

Ao utilizar o Flux como retorno de método, o java-restify irá assumir que a resposta da requisição representa uma coleção.

Por exemplo, digamos que o endpoint a ser consumido retorne um JSON; se a resposta for um array (uma coleção), você pode utilizar o Flux; se a resposta for um único objeto, utilize um Mono (ver abaixo).

import reactor.core.publisher.Flux;
public interface MyApi {
@Path("/customers") @Get
Flux<Customer> getAllCustomers();
}
  • Mono

Mono é um objeto reativo que representa a emissão de um único valor (0-1).

O Mono é o retorno adequado caso a resposta da requisição represente um único objeto (assim como o Flux é o mais adequado para uma sequência/coleção de objetos). Esse objeto também suporta retornos nulos (como uma resposta vazia).

import reactor.core.publisher.Mono;
public interface MyApi {
@Path("/customers/{id}") @Get
Mono<Customer> getCustomerById(@PathParameter String id);
}

Configuração

Em todos os casos acima, o java-restify irá executar a requisição em uma thread separada usando o suporte do Reactor para processamento assíncrono, através do objeto Scheduler.

Por padrão, o Scheduler será criado a partir do método Schedulers.elastic, que é o mais adequado para requisições HTTP.

Caso essa configuração não atenda às necessidades da sua aplicação, desligue a descoberta automática de handlers e registre-os manualmente:

import reactor.core.scheduler.Scheduler;
import reactor.core.scheduler.Schedulers;
import com.github.ljtfreitas.restify.http.client.call.handler.reactor.FluxEndpointCallHandlerAdapter;
import com.github.ljtfreitas.restify.http.client.call.handler.reactor.MonoEndpointCallHandlerAdapter;
Scheduler myScheduler = Schedulers.fromExecutor(Executors.newFixedThreadPool(10));
MyApi myApi = new RestifyProxyBuilder()
.handlers()
.discovery()
.disabled()
.add(new FluxEndpointCallHandlerAdapter<>(myScheduler))
.add(new MonoEndpointCallHandlerAdapter<>(myScheduler))
.and()
.target(MyApi.class)
.build();